Internet das Coisas: Iot Corporativa

Iot Corporativa

Internet das Coisas

Do ponto de vista da TI corporativa, as soluções de IoT permitem que as empresas aprimorem os seus sistemas atuais e também criem pontos de conexão totalmente novos com os clientes e parceiros. Isto também traz novos desafios para a TI. O volume de dados que pode ser produzido por um sistema de dispositivos inteligentes é impressionante, por isso o nome "big data". Para muitas empresase organizações, investir na IoT vale a pena, e há casos de uso muito bem-sucedidos de IoT corporativa em quase todos os setores.

Exemplos de IoT corporativa

IoT industrial:

Imagine o ciclo de vida de maquinaria pesada usada em um local de construção. Os operadores humanos tendem a variar nos diferentes níveis de carga usada nos equipamentos ao longo do tempo e, por isso, avarias são por diversos motivos esperadas nas operações. Agora, imagine a implementação de sensores especializados nessas partes da maquinaria que tendem a ser mais usadas ou quebradas! Esse tipo de sensor é usado para determinar a necessidade de manutenção, para melhorar a proficiência dos profissionais (exemplo de análise e coleta de dados em tempo real) e também para encaminhar os dados à fábrica, onde os engenheiros podem otimizar novos modelos de design (exemplo de análise de dados de longo prazo).

 

IoT na agricultura:

A IoT revolucionou o agronegócio de várias maneiras, inclusive com o uso de sensores de umidade. Com a instalação de uma variedade de sensores de umidade nos campos, os fazendeiros agora podem receber dados mais precisos para estabelecer quando irrigar a plantação. A IoT pode ser levada mais além nesse caso de uso. Os sensores podem ser conectados a aplicações de IoT que controlam o próprio equipamento de irrigação, acionando esse processo automaticamente com base nos dados dos sensores. Tudo isso sem precisar da intervenção humana.

 

IoT na logística e no transporte:

Uma das primeiras implementações da IoT no setor de logística e transporte incluiu a identificação de contêineres para transporte de carga com dispositivos de identificação por radiofrequência (RFID). Essas identificações simples armazenam dados digitais que podem ser captados por um leitor por meio de ondas de rádio desde que a RFID esteja a uma certa distância dele. Inicialmente, isso permitiu que as empresas de logística rastreassem a chegada dos contêineres em determinads pontos de controle onde havia leitores instalados, como um armazém ou estaleiro. Mas, agora, os avanços na IoT resultaram em dispositivos de rastreamento inteligentes alimentados por bateria para substituir a RFID. Esses dispositivos são capazes de transmitir dados continuamente para aplicações de IoT sem a necessidade de leitores no local. Isso significa que as empresas podem analisar os dados em tempo real de uma remessa durante todo o processo da cadeia de suprimento.

 


Outros artigos